Reabilitação Cardiovascular

O Serviço de Reabilitação Cardiovascular, disponível há dez anos no Hospital Pró-Cardíaco, tem como público-alvo: pacientes após alta hospitalar que tenham realizado procedimentos como cirurgia de revascularização e angioplastia; pacientes que já apresentaram problemas no coração, mas não passaram por intervenções; e pessoas sem nenhum sintoma de doença cardiovascular, mas com fatores de risco como obesidade e diabetes.

A reabilitação cardiovascular tem como meta impedir a recorrência do problema cardiológico (prevenção secundária), bem como evitar seu aparecimento (prevenção primária). Para os portadores de cardiopatias, a atividade física é um importante ingrediente na melhora da qualidade de vida, possibilitando maior tolerância a exercícios, aumento da força muscular e da flexibilidade. O equilíbrio nutricional, por sua vez, leva a um peso corporal adequado e complementa a meta primária da saúde, ao evitar morte prematura e doenças previsíveis.

O programa de reabilitação é executado por uma equipe multidisciplinar especializada na área e com noções de primeiros socorros.

Abordagem inicial

Com indicação do médico assistente, o candidato à reabilitação é submetido a uma avaliação inicial, a partir de:

  • Entrevista, esclarecimento das normas do programa, metas, horário e dias das sessões;
  • Cálculos da condição funcional e determinação de parâmetros do exercício através do teste de esforço cardiopulmonar ou ergoespirometria;
  • Avaliação e orientação nutricional para uma dieta equilibrada.

As sessões de reabilitação

  • Exercícios individualizados de alongamento para proporcionar um mínimo de amplitude de movimento nas articulações e reduzir a possibilidade de desconfortos, como dor na região lombar;
  • Aeróbicos: executados em bicicleta ergométrica ou esteira, têm como objetivo estimular o sistema cardiopulmonar para uma melhor performance na economia das reservas energéticas do coração;
  • Exercícios de resistência muscular: com pesos e equipamentos, sempre de forma individualizada, têm como finalidade a recuperação da massa muscular, que diminui com o sedentarismo e na presença de determinadas cardiopatias.

Todas as atividades são monitorizadas para que se alcance a frequência cardíaca útil de treinamento, com a informação do nível de percepção de cansaço pelo paciente. Vale lembrar que os benefícios obtidos com o programa de reabilitação não são preservados, por isso devem ser executados com regularidade, condição para a manutenção da estética, do bom desempenho físico e da saúde.